Cobertura | Publicado por Anderson Júnior em 23 de setembro de 2018.
Dado Villa Lobos e Marcelo Bonfá, do Legião Urbana, nos levam para uma viagem no tempo em Belo Horizonte

Integrantes da formação original da Legião Urbana, Dado Villa-Lobos e Marcelo Bonfá, se apresentaram ontem, 22, em Belo Horizonte para comemorar os 30 anos de lançamento dos discos “Dois” e “Que País é Este”.

O local escolhido para o espetáculo foi o Km de Vantagem Hall, que tem capacidade para 5000 pessoas, e advinha só? Estava completamente lotado. Lotado de pessoas das mais diferentes idades que compartilhavam de uma forma ou outra a paixão por uma banda que marcou o cenário do Brasil.

Foto: Anderson Júnior (Palco Pop)

Em um show, com duração média de 2 horas, que a possibilidade de ficar parado não existia, o show contou com grandes sucessos como “Tempo Perdido”, “Que País é Este”, “Eduardo e Mônica” e “Faroeste Caboclo”. Além de Dado na guitarra e Bonfá na bateria, o projeto conta com os vocais de André Frateschi, a guitarra e violão de Lucas Vasconcellos, os teclados e programações de Roberto Pollo e o baixo de Mauro Berman – que também assina a direção musical do show.

Daddo Villa Lobos e Marcelo Bonfa

Foto: Anderson Júnior (Palco Pop)

A iniciativa fecha o ciclo de comemorações de lançamento da trilogia formada pelos três primeiros álbuns da banda, que começou com a turnê “Legião Urbana XXX anos”, do homônimo “Legião Urbana”, em 2015. Ao longo de um ano e meio, foram 100 apresentações para mais de 500 mil legionários de diferentes gerações e regiões do país.

View this post on Instagram

Ontem estivemos no show do @dadovillalobos e @marcelobonfa no Km de Vantagem Hall em Belo Horizonte para comemorar 30 anos do lançamento dos discos “Dois” e “Que País É Esse”. Teve “Tempo Perdido”, “Eduardo e Monica”, Que Pais é Este” “Faroeste Cabloco” e muita música boa! Saiba mais no nosso site: www.palcopop.com

A post shared by Palco Pop (@palcopop) on

O show foi uma grande viagem no tempo, onde fomos teleportados para um passado onde canções que marcaram gerações, pela letra, musicalidade e momentos marcantes como atos políticos, foram apresentadas de forma a comemorar que por mais uma década um ciclo se finalizava.

Ao final do show dava para ver o sorriso no rosto de cada um, das 5000 pessoas presentes, que o dever dos artistas no palco tinha sido cumprido.

 

Gratidão poder fazer parte desse momento. Temos todo o tempo do mundo sim, e vocês mostraram isso.

Direitos reservados. Desenvolvido por Lucas Mantoani.