Música | Publicado por Karine Monteiro em 27 de agosto de 2018.
Sony admite vocal falso de Michael Jackson em disco

O álbum póstumo de Michael Jackson está dando o que falar. O site “HipHop-n-more”  havia publicado documentos que revelariam que a Sony Music teria usado vocais falsos em três músicas do disco. Até parece teoria da conspiração, né? Só que não é! Recentemente, a gravadora admitiu o uso dos vocais falsos em “Breaking New”, “Keep Your Head Up” e a parceria com 50 cent, “Monster”, sendo interpretadas por Jason Malachi.

“Michael”, de 2010, foi divulgado como um álbum póstumo, com faixas gravadas, mas não lançadas antes da morte do cantor. Na época, Randy Jackson já havia questionado a veracidades das músicas. Em 2011, Malachi já tinha confirmado ao TMZ que havia feito as gravações. Nesse meio tempo os fãs continuaram analisando as canções e, em 2014, uma fã chamada Vera Serova abriu um processo contra a Sony e os produtores do álbum, Eddie Cascio e a empresa Angelikson Production LLC, alegando que o álbum era uma fraude.

A especialista em mídias sociais Karen Civil teve acesso a alguns documento e disse que Cascio e James inicialmente alegaram que as faixas foram gravadas na casa de Cascio, em 2007. Mas Serova e a família Jackson contestaram as alegações. Além disso, análises de um perito concluíram que as faixas não eram cantadas pelo cantor. Por fim, a fã conseguiu comprovar na Corte de Los Angeles que os vocais eram falsos e a gravadora teve que admitir o ocorrido.

O álbum chegou ao terceiro lugar da lista da Billboard, vendendo 228mil cópias na primeira semana. Ouça as canções:

Direitos reservados. Desenvolvido por Lucas Mantoani.