Colunas | Publicado por Beatriz Carlos em 22 de março de 2018.
As Bandas Que Ouvi Por Aí: O metal “groovado” de The Wasted

Conhecer bandas novas ou mesmo um artista solo, que realmente nos faça ficar envoltos em suas histórias, pode ser uma tarefa difícil em meio a tantas informações. Porém, estamos aqui para te ajudar nessa missão! Toda semana apresentaremos a vocês diferentes artistas do cenário independente que, assim como nós, vocês precisam ouvir. Hoje vamos falar do metal cheio de grooves da banda Tatuiana, The Wasted!

Existe uma afirmação, generalizada, que diz que todos os amantes de metal são preconceituosos com outros gêneros musicais. Eu discordo. Durante minha estadia em Tatuí, interior de São Paulo, conheci quatro músicos que através de suas composições e forma de pensar, colocam a baixo essa afirmação.

Com indicação de melhor álbum do ano pela revista Roadie Crew, Neto Silver, Rafael Oliveira, Lina Kruze e Rodrigo Mariano são os responsáveis pelo som crítico e eloquente da banda The Wasted.

Para os fãs de Sepultura, Anthrax e Slayer, The Wasted é a banda que faltava na sua playlist!

Assista ao clipe de “Everything Is Under Control”

Apesar da ligação com o metal, devido as diferentes experiências com outros gêneros musicais, os integrantes preferem não se rotular. O baterista Rodrigo Mariano estuda MPB e Jazz no Conservatório de Tatuí, enquanto a guitarrista Lina Kruze é formada em violão erudito. O vocalista Neto Silver, junto ao guitarrista Rafael Oliveira, tem suas origens no hardcore.

O começo

“Começou de forma despretensiosa quando eu e o Neto nos conhecemos. Sempre tivemos a intenção de fazer sons próprios, mas só depois de um bom tempo é que as coisas começaram a acontecer. Principalmente depois da chegada do Rodrigo e da Lina.” – Nos contou Rafael Oliveira durante  entrevista.

Como surgiu o nome da banda?

“Pelo que me lembro foi num ensaio que não estava sendo produtivo, estávamos errando todas as músicas e a situação era caótica. Daí veio o nome The Wasted, que tem vários significados.” – Disse Rodrigo Mariano durante  entrevista.

Qual foi a maior realização de vocês até hoje?

“Ter um álbum full é indispensável. É dessa maneira que uma banda autoral passa mesmo a existir. Então, Rotten Society é uma grande realização.”

Em 2017 a banda lançou seu primeiro álbum intitulado “Rotten Society”. As músicas possuem linhas melódicas que se destacam e um groove envolvente. As faixas quebram as declarações que dizem que bandas de metal “não passam de barulho”. Todas as letras são em inglês e possuem uma poética reflexiva e crítica em relação a nossa sociedade.

Indicações 

“Em dezembro de 2017 fomos indicados pelo portal chileno Headbangers Latinoamerica, dentre outras 100 bandas da America latina, como destaque do ano com o álbum Rotten Society

Durante todo esse tempo a banda tocou com grandes nomes da cena independente como Imminent Attack, Machinage, Distraught, Surra, Desalmado, Woslom, Zumbis do Espaço e Torture Squaq.

Se preparem,  ainda vem muito peso por aí!

Ouça o álbum completo da banda no Spotify.

Deixe um comentário

*

Direitos reservados. Desenvolvido por Lucas Mantoani.